domingo, 21 de julho de 2013

Está Mg de castigo num banco de Igreja (calma, caralho, que não é nada do que estão a pensar: era um baptizado!)

quando a Maria se vira para o escriba e diz:
- também podíamos ter um.
- hoje?!
- hoje não, parvo. Temos de casar primeiro.
- então tenho boas noticias para ti.
- ai é? Então...? (já de olhos arregalados)
- ...
- sim....?!
- acabas de poupar uma pipa de massa em fraldas e biberões e de ganhar bastantes horas de sono!

E foi assim, mais um momento romântico da vida do escriba.

6 comentários:

  1. rrrss

    Nem sonha o que perde em não ter uma criança e as gracinhas que faz e os beijos e os abraços e tudo o mais.

    O pior é que se tornam adultos e aí as noites perdidas , as doenças infantis, os sustos e tudo o mais até parecem o paraíso face àquela criatura que nunca é bem o que nós esperamos

    Bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar de a canalhada engraçar comigo, não me estou a ver a ser responsável por um a tempo inteiro.
      Sendo caso disso, há muitos que não têm e precisam de uma familia...

      Eliminar
  2. Casamento e filhos? Ela está a apertar o cerco, jovem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vem, que não tem.
      Mesmo assim, reza por mim, Chata.

      Eliminar