segunda-feira, 21 de maio de 2012

1,408

O preço de um litro de gasóleo, numa dessas bombas de combustível mais em conta.

Entretanto, ainda passei numa outra bomba com pinta e nome no mercado, cujo nome começa por b e acaba em p, mas o talão de desconto de seis míseros cêntimos por litro não chega para bater os 1.408.

Ainda sou do tempo em que com 5 contos (isso é o quê? 25 euros?) atestava o depósito até não poder mais, comprava tabaco e apanhava umas quantas borracheiras.

Agora? Agora para pouco mais serve que uma ligeira e quase imperceptível tentativa do ponteiro do combustível em se mexer.

Parece um moribundo, coitado!, já sem forças e a dar um último suspiro.
Praticamente nem se mexeu. Nem um ai.

Por outro lado, os ais da carteira são sonoros, fortes, vigorosos, consistentes.

Não há nada de errado aqui?!

2 comentários: