quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Já não há respeito pelo (descanso do) escriba.

O escriba anda cansado.
De rastos. Sem férias e sem previsão para que estas cheguem.
Tenta dormir. Está calor e a Maria está na cama. Dorme. Mexe-se. Escriba assiste.
Entretanto, adormece.
Não sabe quanto tempo depois, sente em cima de si um corpo a mexer.
Roça daqui, mexe dali, trinca d'acolá.
Mg ainda tem os olhos fechados.
A sessão não para.
Mg abre um olho. Depois o outro.
"porque é que as tuas mãos ainda não estão a apalpar o meu rabo?" é a forma com que Mg é interpelado, recém acordado do sono dos justos.
Já não há respeito... O mundo perdeu todos os seus valores morais.

Já disse que o escriba anda cansado e tinha sono? Pois bem... Passou.


14 comentários:

  1. Já te ia chamar maricas de primeira, mas depois li o final.

    ResponderEliminar
  2. Pelos vistos, o sono não era assim tanto...

    Tudo de bom, rrss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada como um bom incentivo para abrir os olhinhos...

      Eliminar
  3. isto tudo para dizeres que a Maria é que tem de puxar por ti. És um orgulho para a classe masculina.

    ResponderEliminar
  4. O carteira Vazia - eu sei que talvez este local não seja o mais próprio para divulgar uma página, mas não custa nada dar uma olhada rápida pelo meu blog. penso que toda a todos, a crise...

    http://ocarteiravazia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer local é bom e este não é excepção.

      Eliminar
  5. Ai Jasus... que tristeza!
    És a vergonha dos escribas :P

    ResponderEliminar
  6. Menos mal. Depois de lhe recusares o anel e filhos, ainda pinas ;)

    ResponderEliminar